Sobre Rolando Toro

Na década de 60, um chileno chamado Rolando Toro estava preocupado com os seres humanos, que em sua maioria viviam submetidos a um grande estresse, causados por uma afetividade pobre, tensões corporais, e um estilo de vida que levava as pessoas a adoecer. Neste cenário desolador, Rolando apresentou sua proposta de Biodanza.

Rolando Mario Toro Araneda nasceu em Concepción, Chile, em 19 de abril de 1924. Formou-se como professor de ensino básico na Escola Normal ”José Abelardo Núñes”, Santiago, Chile, no ano de 1943. Desempenhou sua docência nas cidades de Valparaíso, Talcahuano, Pocuro e Santiago (Chile), entre os anos de 1944 a 1957. Em 1964 formou-se pela Escola de Psicologia da Universidade do Chile. Teve seu cargo na Cátedra de Psicologia de Arte e de Expressão, no Instituto de Estética da Pontifícia Universidade Católica do Chile. Como Docente do Centro de Antropologia Médica, na Escola de Medicina da Universidade do Chile, realizou investigações sobre a Expressão do Inconsciente e os Estados de Expansão da Consciência. Foi nomeado Professor Emérito da “Universidade Abierta Interamericana de Buenos Aires, Argentina”. Recebeu o título de Doutor Honoris Causa na Universidade Federal da Paraíba.

Entre os anos de 1968 e 1973 começou suas experiências com a Biodanza (chamada neste período Psicodanza). Aplicou este sistema no Hospital Psiquiátrico de Santiago e no Instituto de Estética da Universidade Católica de Chile.

Morou no Chile, Argentina, Brasil e Itália, onde difundiu as vivências e fundou Escolas de Formação em Biodanza.

Rolando Toro foi também poeta e pintor. Publicou vários livros de poesia e de psicoterapia. Também realizou exposições de pintura no Brasil e na Itália.
Segundo Rolando Toro, sua mais intima profissão foi ser poeta.

Rolando Toro nos deixou em fevereiro de 2010, deixando para nós a missão de difundir sua mensagem de amor entre as pessoas.